Pilates        do    Sensível

 
 
A combinação do movimento preciso
e a fluidez das sensações.
Por Maria Militão
 
e
 
Andréa Barbour

História

O Körper Studio Pilates, há mais de 11 anos dedicado à promoção de saúde e bem-estar aos seus alunos, apresenta Pilates do Sensível, projeto fotográfico que nasceu do anseio da Professora Maria Militão de compartilhar com seus alunos e com o público as percepções que a prática desse método traz ao corpo e à mente.


As fotos buscam traduzir uma prática que não se esgota no corpo que a executa, mas que o transcende, transformando a vida e a alma do praticante. O trabalho é corporal à medida que a mente está entregue, num ato de concentração e prazer. Como bem colocou o Mestre Joseph Pilates, “a mente esculpe o corpo” e, nesse sentido, o corpo no Pilates é obra de arte que é lapidada a partir da combinação entre o movimento preciso e a fluidez das sensações.


Para realizar o Projeto, Maria, uma das pioneiras da técnica em São Paulo, convidou a performer e artista visual Andréa Barbour para dar vida a esta pesquisa. Nessa parceria, consolidada com o olhar do fotógrafo Rodrigo Rosa, buscou-se explorar e expor ao público novas formas de se apresentar o Pilates. 

 

A imersão se deu em três frentes

Frente 1

Num primeiro momento, as fotos trabalham a intersecção entre a precisão dos movimentos que compõem o Pilates (representado pelo corpo da personal trainer Maria Militao) e a fluidez das sensações que eles provocam (representada pela bailarina Andrea Barbour. O diálogo entre o corpo físico e o sensível está colocado em cada uma das fotos, de modo a propor um olhar que se aprofunde na técnica enquanto processo que envolve o praticante em sua totalidade.

Frente 2

A experiência individual dos alunos é muito importante para o aprimoramento e aprofundamento da prática. Por conta disso, no segundo momento são abordadas as impressões e sensações que tomam conta dos praticantes do Körper Studio, de modo a construir Mapas Perceptivos do Pilates. 

Com base nos relatos trazidos pelos próprios alunos, as fotos buscam traduzir o processo de auto-conhecimento provocado pela prática, por meio de um mapeamento corporal das sensações levantadas, as quais transitam da estranheza (foto 1) do primeiro contato com a técnica à leveza (foto 2) proporcionada por ela. As imagens, nesse sentido, espacializam as percepções que, na prática, compõem a geografia interna do aluno.

Frente 3

Por fim, a terceira etapa do Pilates do Sensível busca situar a prática também como campo de experimentação artística. A sua espacialidade pode se expandir e criar novas realidades, multiplicando os sentidos por ela provocados e propondo um novo instrumento de intensidades por meio da vivencia da bailarina com diferentes linguagens como a dança, a performance e as artes plásticas.

 

 

Realizacao: 

Korper Studios Pilates

 

Direção geral:

Maria Militão

 

Direção Artística, Figurino e Criacao Performatica:

Andréa Barbour

 

Fotografia:

Rodrigo Rosa

 

Apoio; 

Rodrigos Moreira

 

Texto:

Vivian Barbour